Itapema

Vereadores cobram fim do impasse sobre a nova escola do Bairro Ilhota

Através do requerimento apresentado pelo vereador Vanio Cesar (PT), a Câmara de Itapema voltou a discutir sobre a obra inacabada da nova escola do bairro Ilhota, no último dia 19/07. Na sua solicitação, Vanio convidou a empreiteira responsável pela obra – Construtora  Roselanie – para usar a Tribuna do Povo do Legislativo, a fim de esclarecer por que ela foi abandonada, faltando finalizar apenas 30% do projeto da nova escola. Segundo Vanio, a questão da obra inacabada está na Justiça, onde Prefeitura e a empresa licitada brigam sobre questões relacionadas à execução do projeto.

Deixo aqui meu repúdio à Prefeitura de Itapema. Já encaminhei três requerimentos a esse respeito, e nenhum foi respondido.  Está faltando vontade política e diálogo”, disparou Vanio.

Vanio também criticou o governo municipal cobrando mais esforços no sentido de concluir a implantação do educandário e entrega-lo à comunidade. “Deixo aqui meu repúdio à Prefeitura de Itapema. Já encaminhei três requerimentos a esse respeito, e nenhum foi respondido.  Está faltando vontade política e diálogo entre a Prefeitura, a construtora e o Ministério Público”, disparou.

Em defesa do governo, o vereador Sebastião Silva (PSDB), disse que também luta por essa obra, mas que sua construção está totalmente inadequada. “Fui até ameaçado pelo dono dessa empreiteira, quando fui fiscalizar essa obra. O laudo de peritos já constatou que aquela estrutura não é adequada para receber estudantes. O governo está de parabéns por paralisar aquela obra”, registrou. O presidente da Câmara mediou o debate, afirmando que não importa o que passou, é preciso resolver o problema de hoje, que se arrasta há três aos e meio. “O município não pode ficar parado por um impasse, porque a empreiteira isso, a Prefeitura aquilo”, opinou.

A vereadora Nilza Simas (PSD) disse que é preciso solucionar a questão jurídica, e resolver o problema dos moradores da Ilhota, que precisam da nova escola no bairro. “Está faltando coragem do governo pra resolver isso, e chegar num acordo. Quem está perdendo é a população! Chega de sofrimento, é hora de trabalhar, colocar a mão na massa, resolver as coisas. Não responder um requerimento dos vereadores já estamos até acostumados, agora não dar condições de trabalho para professores e alunos, não dá”, cobrou.

O vereador Fabricio Lazzari (PP) registrou que já encaminhou ao prefeito de Itapema, Rodrigo Costa (PSDB), três requerimentos fiscalizando essa questão, mas que nenhum foi respondido, infringindo inclusive a Lei Orgânica de Itapema. Essa lei diz que o prefeito tem15 dias úteis para se manifestar sobre os requerimentos dos parlamentares. “Independente do governo anterior, atual, ou o próximo, a comunidade do Ilhota merece uma solução”, encerrou.

Clique para comentar

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visualizadas

Topo