Internacional

Partido Comunista Chinês oferece até US$ 1.500 para quem denunciar cristãos

Está aberta oficialmente a temporada de caça aos cristãos na China! É assim que pode ser definida a mais nova tática de perseguição religiosa implementada pelo Partido Comunista Chinês (PCC), que agora está oferecendo recompensas em dinheiro para quem denunciar a existência de igrejas domésticas do país.

A organização Bitter Winter obteve documentos que comprovam a oferta de valores em dinheiro para quem denunciar os cristãos na China. Um deles foi obtido em um subdistrito na cidade de Nanyang, em Henan, onde consta a informação de que os locais deveriam  reprimir o xie jiao, ou, “ensinamentos heterodoxos”.

Xie Jiao é uma expressão utilizada para classificar toda religião que é uma ameaça ao regime comunista chinês. Segundo a Bitter Winter, isso faz parte da nova “revolução cultural” chinesa, semelhante a que ocorreu entre os anos 1966 e 1976.

Naquela época, o Partido Comunista Chinês exterminou toda forma de cultura tradicional da China, impondo apenas as práticas e ideologias do PCC como regra de conduta e pensamento cultural.

Com o passar dos anos, houve maior flexibilidade na China, acompanhando o modelo de capital aberto. Contudo, no atual governo de Xi Jinping, acredita-se que está havendo o ressurgimento dessa versão ainda mais autoritária do regime, vindo dai o fechamento de igrejas nos últimos anos e a intensificação da perseguição religiosa aos cristãos.

Recompensas

Na fachada do escritório do Comitê da Aldeia Caizhuang, no distrito de Mangzhongqiao, parte do condado de Yucheng, na província de Henan, região centro-norte da China, há uma caixa de ferro pendurada, onde está escrito: “Caixa de Relatório de Crenças Religiosas”.

Clique para comentar

Faça um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Visualizadas

Topo